Esperanças de um renascer

Passos em meio a escuridão. Perdição. O garoto dos olhos de névoa encontra-se perdido diante do Tempo. Certo tempo atrás, o controle das águas estava em sua mão, mas ele se revelou um péssimo administrador. Não ruim por natureza, mas apenas reprimido por seu pior inimigo: si mesmo.

O que poderia ser feito para reaver este controle? Aqueles que caem podem se levantar. Os dias não andam fáceis, e o peso em suas costas é de dias, e apenas vão se acumulando. Até quando é possível, para alguém, agüentar o peso de dias, semanas, meses nas costas? Até que ponto é possível se desligar daquilo que puxa você a cada segundo?

“É preciso amarrar os pés e se transformar para ganhar asas…” – Palavras da Arte ecoam em sua mente. Ataques energéticos sucumbem a existência. Não adianta explodir para começar a eterna reconstrução explosiva. O coração dos progenitores jamais será clonado em mãos erradas, em mãos animais. Investimentos são necessários, mas onde será que foram parar os lucros?

Tantas perguntas, tão poucas respostas. O esquizofrênico riria de ti, mas ficaria grato como o transeunte. A estrela brilhou, culminou até a Lua. Mas será que o Sol ficou Louco?

Todo vício é oriundo da fraqueza. Seria a fraqueza a perda da balança? Sem a balança, parece que o cruel aracnídeo envenenaste todos no salão. Gritos de origem duvidosa. Seria a flecha capaz de acertar o horizonte? Seria o vento capaz de mudar sua direção?

O fluxo sangüíneo existe, está lá. A falta de sono e o excesso de ambição vampiriza o homem. Capaz de ressurgir, será?

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s