Arquivo do mês: novembro 2010

Arrepios, medo, frio e ansiedade. Tênue linha entre necessidade e esperança. Há nem tanto tempo vieram e destruíram o órgão dos sons, o órgão do amor. Em meio a tantos estalos, recomposição, como a Fênix de suas cinzas, naturalmente socorreu-me. … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário