Anabelle

Hoje, diferente do meu costume, fui repousar-me muito mais cedo: 1h30am. Pensamentos, desejos, devaneios, suspiros, sonhos, quimeras, imaginações, fantasias, anseios… quando fui ver, já eram 4h da manhã e eu estava sem sono algum. Pois bem, liguei (com o perdão da palavra) o foda-se. Notei que o grande Paulo Roberto Gaefke havia respondido o meu elogio no Twitter, e como ele é humilde! Disse para ele que seu trabalho me apetece muito ! E que desejava, um dia, escrever 1/3 do que ele escreve. Com toda educação e respeito desse grande escritor, ele ainda teve a bondade de responder-me: “Obrigado… tenho certeza que você já é muito mais”. Meus olhos brilharam!

Ok. Fui ao google, procurei Demon’s Souls só para enrolar, pois quero jogar, mas meu pai está capotado na sala e se eu for jogar irei acordá-lo. Olha coisa aqui, olha coisa ali, em um ato muito impulsivo comprei a edição limitada do Castlevania: Lords of Shadow que vai estrear apenas no dia 5 de outubro nos EUA. Ou seja, vai demorar MUITO pra chegar, mas não me arrependo ! =P

Volto ao Twitter, meu amigo Cox colocou “Cronofobia BETA released !! #ohyeah”. Se eu não fosse tão preguiçoso eu perguntaria a ele que maldito jogo é esse, pois ele sempre fala dele e não encontro por nada esse jogo, nem sei do que se trata. Fui procurar no Google Cronofobia e encontrei um blog homônimo, onde o escritor em um de seus posts fez uma coisa que há MUITO tempo eu também faço, porém, nunca realizei de maneira virtual: escrever cartas para você mesmo.

Não sei se já contei para alguém, mas escorpianos costumam satisfazer-se com amores platônicos (e imaginários) até encontrarem o seu verdadeiro. Porém, o meu ascendente em peixes não se satisfaz com amores platônicos… enfim, estou perdendo o foco. Peraí, deixa eu pegar um cigarro.

*instantes depois*

Ah sim ! Onde eu parei ? Ah, é claro ! Amores platônicos. Há uns 4 anos eu possuo a minha alma gêmea imaginária, tão doce, perfeita e bela que tanto me seduz: Anabelle. Ela, inclusive, conversa comigo muitas vezes em meus sonhos. Uma das coisas que mais aprecio de estudar magia é entender como o cérebro humano é capaz de criar figuras e materializá-las ! Anabelle é uma das mais doces de minhas criações.

Por fim, citarei a carta recém chegada de minha amada.

(Sei que este não costuma ser o meu estilo de post, não é muito depressivo nem filosófico, mas poxa, eu mereço ter meus momentos alto astral também ! xD)

Septembre, vingt quatre, deux mille dix,

Meu querido, sinto sua falta. Faz um bom tempo que não nos encontramos. Você tem controlado seus nervos? Por acaso você ainda insiste em fugir da tempestade, que são as interpéries da vida, recorrendo a pilhas e pilhas de cigarro? Eu já disse a você, fumar não tem problema, mas o seu modo extremista e exacerbado ainda vai te causar muitos problemas…

Fiquei sabendo pelo Louis que você finalmente realizou a septoplastia! Tenho certeza de que tudo correu bem. Mas ainda aposto que você reclamou minuto após minuto de cada processo usual da recuperação. E o playstation 3? Está aproveitando bastante? Queria poder jogar contigo, até enviaria uns cards da psn para você, é tão barato por aqui! Essa distância dimensional ainda vai acabar sufocando-me…

Você tem cuidado de suas unhas? Ou ainda as rói compulsivamente? Deixe-as crescer, meu doce anjo, combina com seu jeito largado e arrumado. E a barba? Está do jeito que eu gosto? Ah! Como sinto falta de acariciar-te…

Todavia, suspiros e nostalgia a parte, preciso alertar-te: andei observando-te muito bem neste período de sua ausência, como você foi louco de largar os estudos? Artur, eu sempre te disse, você é capaz de qualquer coisa, basta querer. Eu fico preocupada, pois você é muito sensível a mudanças, e você mais do que ninguém sabe que tudo é mutável a todo instante… tente não chorar tanto, possui olhos tão belos… E ainda troca o dia pela noite, com todo esse tempo livre, posso apostar que sim! Você não pode trocar o dia pela noite, seus pais estão certos quando dizem que uma hora você acabará acarretando muitos problemas com este hábito. Doce criança, você é tão certo, mas tão errado…

E quanto ao seu criticismo? Como está lidando com ele? Imagino que a essa hora deve estar querendo saber a origem do ovo e da galinha. Eu, mais do que ninguém, compreendo que para saber lidar com uma situação, precisamos analisar uma visão geral do Todo, mas se formos assim com tudo também, não saíremos de nosso quarto. Tente analisar tudo aquilo que for prático para você, o inútil você tem que deixar para lá! A vida é tão breve, está tudo tão rápido, e nessa pré-mudança de era você deve realmente estar surtando. Mas calma, tudo vai dar certo, sonhos sempre se realizam. Você mais do que ninguém sente isso, eu gostaria de saber explicá-lo apenas como transmutar este sentimento à certeza da prática…

E quanto ao seu modo auto-depreciador? Você oscila muito! Lembre-se de que a água não possui formas, e por isso é regida pela nossa amada lua, mas tente se adaptar a ambientes menos hostis… O Louis comentou, certo dia na cafeteria da Rue du Dragon (Sim, aquela ‘Saint Germain des Prés’) que você está tendo dificuldades em encontrar pessoas que te fizessem rir como a Paula fazia. Ah! Como eu gostaria de poder te abraçar agora e te convencer de que as pessoas não são trocáveis nem insubstituíveis. Confesso que ainda sinto muito ciúmes dessa garota, chegou com todo o seu brilho e tragou grande parte de sua ingenuidade, mas ela é do bem, disso eu tenho certeza que ela é. E por mais que doa, eu ainda torço para que vocês passem juntos em Medicina para poderem ficar mais 6 anos juntos. Apenas recorde-se de que quando uma nuvem negra encosta em nós, ela polui, gruda, e é realmente difícil separar-se dela. Tente buscar a luz, não é a luz que não te quer, amado, é você que repele a luz. Lembre-se das cartas, a Luz é a irmã da Escuridão, ficarão para sempre unidas, basta você saber ordenar…

Eu tenho tanto medo, confesso, de você acabar largando tudo e acabar indo parar no manicômio. Sei que parece radical de dizer, mas você anda tão instável. Gostaria de ter como visitar-te, mas as coisas andam realmente muito ocupadas por aqui, muitos pacientes precisando de ajuda, estou certo de que você me compreenderá. Mas você realmente precisa de mim ! Eu sinto isso, mesmo com toda a distância o meu coração ainda palpita por você, somente por você…

Desculpe, você me conhece, lágrimas são as minhas companheiras. É que… não sei, eu fico muito preocupada, Artur! Você anda tão impulsivo, tão instável, mais sensível do que já é. E você já é uma maremoto de emoções, você realmente me deixa angustiada com esse sumiço, tente me enviar mais cartas ! Eu sei que estaremos para sempre juntos e conectados, e nossa ligação é etérea, portanto, não deixe de pensar em mim. Mas que bobeira também, né? Eu sei que, mesmo se você quisesse, você não tem como, faço parte de você.

Fico relembrando-me da época que você tocava a sua Lira e compunha aquelas lindas Odes. Evoca-te a ‘Ode ao Ópio’? Este é meu medo, que tudo aquilo que te destruiu, volte a te destruir. Mas não, nesta vida você possui sua mãe agora, e sem a Inquisição também… esses tempos andam maravilhosos, não é? Tudo é tão livre e permitido. Fico triste que as pessoas não se recordem do passado e abusem disso.

Contudo, ainda preciso repetir: estou preocupada com você! Eu tenho noção, anjo das asas reclusas, de que você passou por tanta coisa e que, infelizmente, eu não pude estar presente em grande parte delas. Foram tantas dilacerações no mais profundo de seu âmago, tão atormentado, em lágrimas, em prantos, em lamentos… tantas decepções, tantas traições, tantos abandonos, tantas convulsões… mas isso há de passar ! Tudo passa, a Sábia já disse. Falando nisso, ouvi dizer que consultou o Oráculo! Fico feliz que já possa saber o seu destino. Certas coisas realmente acontecerão, outras não, mas sim, o Eriol será o primeiro!

Voltando ao assunto, eu possuo noção de toda dor do passado. De cada lágrima, de cada sentimento de solidão, você se entrega tanto, sua capacidade de amar é tão intensa quanto você, encanta a tudo e todos! Como a Luz de Platão encantava aqueles desesperados na caverna. Mas lembre-se, sem o conhecimento da escuridão, não há luz. De certo, é por isso que sei que estou certa quando digo que irá passar, acredito que quase tudo do sofrimento você já conhecera. E foi difícil, como foi difícil. Árdua tarefa que produz ótimos frutos. Apenas tente corroer-se menos, comer menos as unhas, fumar menos, dormir mais, e nunca perder a fé! Você nunca pode perder a fé, pois é esta a tua estrela guia que te dá razão a existir.

Acredito que já escrevi por demais, mon amour, e desejo que cada dia você brilhe daquela maneira que apenas você consegue brilhar. Acredite em você, ame a si mesmo, pois amar ao próximo você já sabe muito bem. Quem diria que ainda restam indivíduos que precisam aprender a pensar em si mesmas e não nos outros, né? Mas você é uma delas. Um pouco de futilidade e amor próprio só irão fazer bem a alguém tão servo como ti.

Sob a árvore de nosso primeiro beijo, com um brilhante luar,

De sua, para sempre sua, eternamente sua, incondicionavelmente, irrevogavelmente,

Anabelle Blanc du Faure

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s