Arquivo do mês: julho 2010

A queda do álcool

Espírito abisso que devora-me,Não adianta há como antecipá-lo,Sempre irá achar-me.Contudo, se não há como desviar de ti, há como lidar contigo. És um fétido, putrefato,Possuis o dom de gerar o ódio, a cólera,Os piores sentimentos.És odiado e, devido a isso, … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Esperança

Não sei como começar este texto. Temas abstratos, normalmente, são árduos para expressão humana. Talvez seja insanidade em minha mente constantemente nevrostênica. Talvez não. Ora pode ser por eu ser escorpiano, com ascendente em peixes e lua em virgem, ora … Continuar lendo

Publicado em Devaneios | Deixe um comentário