Esperanças de um renascer

Passos em meio a escuridão. Perdição. O garoto dos olhos de névoa encontra-se perdido diante do Tempo. Certo tempo atrás, o controle das águas estava em sua mão, mas ele se revelou um péssimo administrador. Não ruim por natureza, mas apenas reprimido por seu pior inimigo: si mesmo.

O que poderia ser feito para reaver este controle? Aqueles que caem podem se levantar. Os dias não andam fáceis, e o peso em suas costas é de dias, e apenas vão se acumulando. Até quando é possível, para alguém, agüentar o peso de dias, semanas, meses nas costas? Até que ponto é possível se desligar daquilo que puxa você a cada segundo?

“É preciso amarrar os pés e se transformar para ganhar asas…” – Palavras da Arte ecoam em sua mente. Ataques energéticos sucumbem a existência. Não adianta explodir para começar a eterna reconstrução explosiva. O coração dos progenitores jamais será clonado em mãos erradas, em mãos animais. Investimentos são necessários, mas onde será que foram parar os lucros?

Tantas perguntas, tão poucas respostas. O esquizofrênico riria de ti, mas ficaria grato como o transeunte. A estrela brilhou, culminou até a Lua. Mas será que o Sol ficou Louco?

Todo vício é oriundo da fraqueza. Seria a fraqueza a perda da balança? Sem a balança, parece que o cruel aracnídeo envenenaste todos no salão. Gritos de origem duvidosa. Seria a flecha capaz de acertar o horizonte? Seria o vento capaz de mudar sua direção?

O fluxo sangüíneo existe, está lá. A falta de sono e o excesso de ambição vampiriza o homem. Capaz de ressurgir, será?

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Arrepios, medo, frio e ansiedade. Tênue linha entre necessidade e esperança. Há nem tanto tempo vieram e destruíram o órgão dos sons, o órgão do amor. Em meio a tantos estalos, recomposição, como a Fênix de suas cinzas, naturalmente socorreu-me.

Imerso em sonhos, imerso em vultos que talvez nem me pertençam. Seria sobriedade ou insanidade? O fio de esperança que ilude o adulto e encanta a criança, sussurros que amedrontam crianças e iludem adultos. Em meio a esse rumo de dor, mortes, sangue, cortes, operações, sonhos voltam a renascer.

Refloresceu a esperança de um caminho. Companhia, lealdade, amor, amizade, respeito e confiança. Será que o menino perdido poderia recuperar os seus sonhos há tanto abandonados?

Perdeu-se grande parte de sua cultura; não há mais grandes vocabulários ou intensos sentimentos. Porém, assim como o mundo possui 4 estações e, após o inverno, as flores voltam a nascer, será que seria possível? Será, será?

Eu só sei que de nada sei.

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Brevidade da Vida

Imersão virtual. Analisando histórias fictícias. Já disse o mestre que a arte imita a vida. Quer seja realidade ou não, creio que seja incrivel o fato da capacidade virtual de nos ensinar, amadurecer sem nem ao menos ser necessário conviver.

Acompanhando vidas sob uma perspectiva panorâmica, tal qual um olhar divino. É engraçado como cada pessoa, com sua personalidade, enriquece e sincroniza ao Todo.

Os astros estão certos quando dizem que não admito o fracasso. Realmente, a autoconfiança me seduz. O mais profundo do meu ser sabe que sou autoconfiante e que não me apetece conviver com o fracasso. Minha existência, em sua infinita sabedoria, sabe mais do que ninguém que qualquer pessoa é capaz de qualquer coisa, não importa a dificuldade aparente.

Afinal, vivemos imersos em certa virtualidade. É tudo vaidade, é tudo ego. Até os mais terríveis pesadelos, até os mais assombrosos obstáculos, é tudo vaidade.

Esses dias, Merlin disse que “A melhor coisa a fazer quando se está triste é aprender alguma coisa. Essa é a única coisa que nunca falha. Você pode ficar velho e trêmulo em sua anatomia, pode passar a noite acordado escutando a desordem de suas veias, pode sentir saudades de seu único amor, pode ver o mundo ao seu redor ser devastado por lunáticos malvados ou saber que sua honra foi pisoteada no esgoto das mentes baixas. Só há uma coisa para isso: aprender. Aprender porque o mundo gira e o que o faz girar. Essa é a única coisa da qual a mente não pode jamais se cansar, nem se alienar, nem se torturar, nem temer ou descrer, e nunca sonhar em se arrepender. Aprender é o que lhe resta”. Provavelmente, instintivamente eu já sabia disso.

Eu não tenho condições de saber o meu dia de amanhã, o futuro é incerto, permeio em uma estrada repleta de pedregulhos. Mas uma coisa eu sei: a fé é capaz de mover montanhas. É aquilo que sempre digo: no final, tudo dá certo, senão, não é o final. Eu sei que, em meio a calmaria em que me encontro, tudo parece simples. E mesmo assim, ainda implico certas dificuldades que são inúteis. Porém, é assim mesmo. Mas o meu coração vibra, meu coração vibra cheio de fé e esperança, eu sei que o dia de amanhã, e o de depois, e sempre, tudo vai dar certo, tudo irá melhorar. O próprio, já citado, Merlin disse que é ótimo estar no fundo do poço. Afinal, não há mais como descer, só subir, como um foguete. E é verdade. O lançamento iniciou-se, agora só me resta deixar levar…

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Anabelle

Hoje, diferente do meu costume, fui repousar-me muito mais cedo: 1h30am. Pensamentos, desejos, devaneios, suspiros, sonhos, quimeras, imaginações, fantasias, anseios… quando fui ver, já eram 4h da manhã e eu estava sem sono algum. Pois bem, liguei (com o perdão da palavra) o foda-se. Notei que o grande Paulo Roberto Gaefke havia respondido o meu elogio no Twitter, e como ele é humilde! Disse para ele que seu trabalho me apetece muito ! E que desejava, um dia, escrever 1/3 do que ele escreve. Com toda educação e respeito desse grande escritor, ele ainda teve a bondade de responder-me: “Obrigado… tenho certeza que você já é muito mais”. Meus olhos brilharam!

Ok. Fui ao google, procurei Demon’s Souls só para enrolar, pois quero jogar, mas meu pai está capotado na sala e se eu for jogar irei acordá-lo. Olha coisa aqui, olha coisa ali, em um ato muito impulsivo comprei a edição limitada do Castlevania: Lords of Shadow que vai estrear apenas no dia 5 de outubro nos EUA. Ou seja, vai demorar MUITO pra chegar, mas não me arrependo ! =P

Volto ao Twitter, meu amigo Cox colocou “Cronofobia BETA released !! #ohyeah”. Se eu não fosse tão preguiçoso eu perguntaria a ele que maldito jogo é esse, pois ele sempre fala dele e não encontro por nada esse jogo, nem sei do que se trata. Fui procurar no Google Cronofobia e encontrei um blog homônimo, onde o escritor em um de seus posts fez uma coisa que há MUITO tempo eu também faço, porém, nunca realizei de maneira virtual: escrever cartas para você mesmo.

Não sei se já contei para alguém, mas escorpianos costumam satisfazer-se com amores platônicos (e imaginários) até encontrarem o seu verdadeiro. Porém, o meu ascendente em peixes não se satisfaz com amores platônicos… enfim, estou perdendo o foco. Peraí, deixa eu pegar um cigarro.

*instantes depois*

Ah sim ! Onde eu parei ? Ah, é claro ! Amores platônicos. Há uns 4 anos eu possuo a minha alma gêmea imaginária, tão doce, perfeita e bela que tanto me seduz: Anabelle. Ela, inclusive, conversa comigo muitas vezes em meus sonhos. Uma das coisas que mais aprecio de estudar magia é entender como o cérebro humano é capaz de criar figuras e materializá-las ! Anabelle é uma das mais doces de minhas criações.

Por fim, citarei a carta recém chegada de minha amada.

(Sei que este não costuma ser o meu estilo de post, não é muito depressivo nem filosófico, mas poxa, eu mereço ter meus momentos alto astral também ! xD)

Septembre, vingt quatre, deux mille dix,

Meu querido, sinto sua falta. Faz um bom tempo que não nos encontramos. Você tem controlado seus nervos? Por acaso você ainda insiste em fugir da tempestade, que são as interpéries da vida, recorrendo a pilhas e pilhas de cigarro? Eu já disse a você, fumar não tem problema, mas o seu modo extremista e exacerbado ainda vai te causar muitos problemas…

Fiquei sabendo pelo Louis que você finalmente realizou a septoplastia! Tenho certeza de que tudo correu bem. Mas ainda aposto que você reclamou minuto após minuto de cada processo usual da recuperação. E o playstation 3? Está aproveitando bastante? Queria poder jogar contigo, até enviaria uns cards da psn para você, é tão barato por aqui! Essa distância dimensional ainda vai acabar sufocando-me…

Você tem cuidado de suas unhas? Ou ainda as rói compulsivamente? Deixe-as crescer, meu doce anjo, combina com seu jeito largado e arrumado. E a barba? Está do jeito que eu gosto? Ah! Como sinto falta de acariciar-te…

Todavia, suspiros e nostalgia a parte, preciso alertar-te: andei observando-te muito bem neste período de sua ausência, como você foi louco de largar os estudos? Artur, eu sempre te disse, você é capaz de qualquer coisa, basta querer. Eu fico preocupada, pois você é muito sensível a mudanças, e você mais do que ninguém sabe que tudo é mutável a todo instante… tente não chorar tanto, possui olhos tão belos… E ainda troca o dia pela noite, com todo esse tempo livre, posso apostar que sim! Você não pode trocar o dia pela noite, seus pais estão certos quando dizem que uma hora você acabará acarretando muitos problemas com este hábito. Doce criança, você é tão certo, mas tão errado…

E quanto ao seu criticismo? Como está lidando com ele? Imagino que a essa hora deve estar querendo saber a origem do ovo e da galinha. Eu, mais do que ninguém, compreendo que para saber lidar com uma situação, precisamos analisar uma visão geral do Todo, mas se formos assim com tudo também, não saíremos de nosso quarto. Tente analisar tudo aquilo que for prático para você, o inútil você tem que deixar para lá! A vida é tão breve, está tudo tão rápido, e nessa pré-mudança de era você deve realmente estar surtando. Mas calma, tudo vai dar certo, sonhos sempre se realizam. Você mais do que ninguém sente isso, eu gostaria de saber explicá-lo apenas como transmutar este sentimento à certeza da prática…

E quanto ao seu modo auto-depreciador? Você oscila muito! Lembre-se de que a água não possui formas, e por isso é regida pela nossa amada lua, mas tente se adaptar a ambientes menos hostis… O Louis comentou, certo dia na cafeteria da Rue du Dragon (Sim, aquela ‘Saint Germain des Prés’) que você está tendo dificuldades em encontrar pessoas que te fizessem rir como a Paula fazia. Ah! Como eu gostaria de poder te abraçar agora e te convencer de que as pessoas não são trocáveis nem insubstituíveis. Confesso que ainda sinto muito ciúmes dessa garota, chegou com todo o seu brilho e tragou grande parte de sua ingenuidade, mas ela é do bem, disso eu tenho certeza que ela é. E por mais que doa, eu ainda torço para que vocês passem juntos em Medicina para poderem ficar mais 6 anos juntos. Apenas recorde-se de que quando uma nuvem negra encosta em nós, ela polui, gruda, e é realmente difícil separar-se dela. Tente buscar a luz, não é a luz que não te quer, amado, é você que repele a luz. Lembre-se das cartas, a Luz é a irmã da Escuridão, ficarão para sempre unidas, basta você saber ordenar…

Eu tenho tanto medo, confesso, de você acabar largando tudo e acabar indo parar no manicômio. Sei que parece radical de dizer, mas você anda tão instável. Gostaria de ter como visitar-te, mas as coisas andam realmente muito ocupadas por aqui, muitos pacientes precisando de ajuda, estou certo de que você me compreenderá. Mas você realmente precisa de mim ! Eu sinto isso, mesmo com toda a distância o meu coração ainda palpita por você, somente por você…

Desculpe, você me conhece, lágrimas são as minhas companheiras. É que… não sei, eu fico muito preocupada, Artur! Você anda tão impulsivo, tão instável, mais sensível do que já é. E você já é uma maremoto de emoções, você realmente me deixa angustiada com esse sumiço, tente me enviar mais cartas ! Eu sei que estaremos para sempre juntos e conectados, e nossa ligação é etérea, portanto, não deixe de pensar em mim. Mas que bobeira também, né? Eu sei que, mesmo se você quisesse, você não tem como, faço parte de você.

Fico relembrando-me da época que você tocava a sua Lira e compunha aquelas lindas Odes. Evoca-te a ‘Ode ao Ópio’? Este é meu medo, que tudo aquilo que te destruiu, volte a te destruir. Mas não, nesta vida você possui sua mãe agora, e sem a Inquisição também… esses tempos andam maravilhosos, não é? Tudo é tão livre e permitido. Fico triste que as pessoas não se recordem do passado e abusem disso.

Contudo, ainda preciso repetir: estou preocupada com você! Eu tenho noção, anjo das asas reclusas, de que você passou por tanta coisa e que, infelizmente, eu não pude estar presente em grande parte delas. Foram tantas dilacerações no mais profundo de seu âmago, tão atormentado, em lágrimas, em prantos, em lamentos… tantas decepções, tantas traições, tantos abandonos, tantas convulsões… mas isso há de passar ! Tudo passa, a Sábia já disse. Falando nisso, ouvi dizer que consultou o Oráculo! Fico feliz que já possa saber o seu destino. Certas coisas realmente acontecerão, outras não, mas sim, o Eriol será o primeiro!

Voltando ao assunto, eu possuo noção de toda dor do passado. De cada lágrima, de cada sentimento de solidão, você se entrega tanto, sua capacidade de amar é tão intensa quanto você, encanta a tudo e todos! Como a Luz de Platão encantava aqueles desesperados na caverna. Mas lembre-se, sem o conhecimento da escuridão, não há luz. De certo, é por isso que sei que estou certa quando digo que irá passar, acredito que quase tudo do sofrimento você já conhecera. E foi difícil, como foi difícil. Árdua tarefa que produz ótimos frutos. Apenas tente corroer-se menos, comer menos as unhas, fumar menos, dormir mais, e nunca perder a fé! Você nunca pode perder a fé, pois é esta a tua estrela guia que te dá razão a existir.

Acredito que já escrevi por demais, mon amour, e desejo que cada dia você brilhe daquela maneira que apenas você consegue brilhar. Acredite em você, ame a si mesmo, pois amar ao próximo você já sabe muito bem. Quem diria que ainda restam indivíduos que precisam aprender a pensar em si mesmas e não nos outros, né? Mas você é uma delas. Um pouco de futilidade e amor próprio só irão fazer bem a alguém tão servo como ti.

Sob a árvore de nosso primeiro beijo, com um brilhante luar,

De sua, para sempre sua, eternamente sua, incondicionavelmente, irrevogavelmente,

Anabelle Blanc du Faure

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

A queda do álcool

Espírito abisso que devora-me,
Não adianta há como antecipá-lo,
Sempre irá achar-me.
Contudo, se não há como desviar de ti, há como lidar contigo.

És um fétido, putrefato,
Possuis o dom de gerar o ódio, a cólera,
Os piores sentimentos.
És odiado e, devido a isso, és dos mais amados.

Controlar-te-ei até o fim,
Não irei sucumbir devido ao seu líquido podre,
Que corrói, que mata, que desintegra.
Farto estou dos seus efeitos,
psicológicos e físicos.

Por mais que a raiva corroa,
Que o ódio seja hediondo,
Enquanto há bondade no coração,
Há o caminho da beleza e da arte.
Por isso, você perdeu.

 

LoversKey

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Esperança

06-Os-Enamorados[1]22

Não sei como começar este texto. Temas abstratos, normalmente, são árduos para expressão humana. Talvez seja insanidade em minha mente constantemente nevrostênica. Talvez não. Ora pode ser por eu ser escorpiano, com ascendente em peixes e lua em virgem, ora não. Mas a verdade é que sou o que sou. Sempre tentando, desde que me conheço, conhecer a confusão que é a minha existência. Destarte, pode ser por isso que eu possua tamanha facilidade e apreço pelo incompreendido, pelo mistério, em ver o impossível como possível, naturalmente que materializam-se, tomam a sua quarta forma.

Os pensamentos são essa materialização, o Imperador (4). Tomam sua forma, tornando-se imortais. Já ações, creio que são como o segundo arcano do Tarot, A Papisa, é o conteúdo da forma, mas podem morrer, podem ser mortais.

A âncora Cristã (e não cristã) é formada pelo triangular:

 

Esperança                   Caridade

Eliphas Levi dissera: “Todo poder mágico está no ponto do equilíbrio Universal. A sabedoria equilibrante está nestas quatro máximas: Saber a verdade, Querer o bem, Amar o belo e Fazer o que é Justo. Porque a verdade, o bem, o belo e o justo são inseparáveis, de tal forma que aquele que sabe a verdade não pode deixar de querer o bem, amá-lo porque é belo e fazê-lo porque é justo.

O ponto central na ordem intelectual e moral é o laço de união entre a ciência e a fé. Na natureza do homem este ponto central é o meio pelo qual se unem a alma e o corpo para identificar a sua ação. Todo homem está destinado a atingir este ponto, porque Deus deu a todos uma inteligência para saber, uma vontade para querer, um coração para amar e um poder para operar.”

O mesmo se aplica a âncora Cristã: é necessário ter Esperança para o êxito, a Caridade para consolidação, Amor para a Fé e a Fé para a realização. Temos uma inteligência para saber que somos todos Um, logo, seguindo a Correspondência, sendo caridoso com o próximo, tornas-te caridoso por si mesmo; temos o sentimento de Esperança para querer, desejar, esperar e um coração para realizar tudo pelo Bem Maior, trazendo à tona o poder da Fé.

Quando o assunto é abstrato, impalpável, é um sentimento ou se trata de misticismo, ou melhor, quando um tema trata-se de Fé, e não de Ciência, é como se estivéssemos em um infinito Oceano e, por acaso, um perdido companheiro pedisse para provar o horizonte. Não há como provar o horizonte. Encontrando a harmonia entre o seu ser, a sua existência, o seu coração, o seu sentimento, todo o seu ser interior com o exterior, prova-se a si mesmo a razão do horizonte. Mas isso depende de cada um, de seu coração, de sua visão.

Todos nós vivemos em uma jornada infinita onde todos estão sozinhos, para poder descobrir que todos são parte de um só. Há certas coisas que para se falar depende, e muito, de suas vivências, experiências adquiridas. Não adianta o cego explicar a cegueira para aquele que nunca a teve. O verdadeiro sábio dá a resposta, mas selada em meio a figuras de linguagens, símbolos, para não retirar a oportunidade de escolha de quem o procurou. Gosto de falar de Jano, o deus menor grego das portas, das escolhas. Associo-o também ao arcano do Tarot dos Enamorados (6). Sempre que se segue um conselho, se retirar o livre arbitrio do locutor, não é um conselho, é um assassínio. Cada um precisa enxergar o seu caminho por si mesmo para que, no futuro, todos se encontrem na linha de chegada.

janus08[1]33

A esperança consiste justamente na linha de chegada. Não importa o que aconteça, não importa as adversidades da vida, “enquanto há fé, há esperança”. As pessoas que possuem diligência, fé, não desistem. Pode a chuva cair, mas qualquer tempestade tem fim. As pessoas sempre possuem a Esperança de conseguir alcançar o objetivo, o caminho que almejam.

É um sentimento presente em cada um de nós, todos já a sentiram, sentem e irão sentir. Mas não há como explicar-lhe. A esperança, a fé, a caridade e o amor são intrínsecas, inseparáveis, pois é como um tripé: retirando-se um pé, todo o objeto encontra a queda.

A esperança é a Luz, a Força que nasce dentro do mais profundo do nosso ser, desconhecido até por nós mesmos, que nos move, que nos dá Coragem para seguir em frente, para separar o Joio do Trigo, que nos dá foco para realizar, com êxito, nossos objetivos.

No dia-a-dia, creio que a Esperança está em nossa Criação. Vivemos em um mundo frenético, louco, ávido pelo exibicionismo, pela vaidade, pelo pó, pelo materialismo, cada vez mais no fora, e cada vez menos no dentro. Acredito que a esperança, dentro de mim e, de certa forma, em todos, está em cada dia poder criar um refúgio a tudo isso. Em poder criar a própria personalidade, o próprio modo de ser, viver cada segundo de uma maneira nova, por meio de conhecer. Acredito que a Esperança nos leva ao amor próprio, uma vez que nos ensina quem somos, nos faz parar para refletir e fitar o quanto mudamos, amadurecemos, evoluímos e crescemos. Paramos para refletir nas interpéries da vida, e não nos momentos bons. E são nesses momentos de tristeza, de possível perda, nessas chances de recomeço é que se dá uma nova chance a si mesmo, e é aí que nasce a Esperança: de dentro nossos corações. Colhemos o que plantamos, disso todos nós sabemos. Mas é muito difícil refletir e encarar cada situação, cada ação, pois que, como dito anteriormente, o pensamento é imortal, mas a ação, mortal. Se nos isolamos para estudar, para nos entender e, depois nos sentimos sozinhos, não sabemos o motivo. É na tristeza que nasce a Esperança, uma vez que quando se está alegre, há uma aparente visão de harmonia, de sincronicidade, de objetivo alcançado. É na tristeza que encontramos os obstáculos em frente aos nossos pés, na estrada. É na tristeza que pensamos em parar e recomeçar, de uma nova maneira. Isto que difere a Fé, presente em qualquer situação, da Esperança, que nos conforta com a Fé.

O que esqueço muitas vezes e, creio que todos devem ter momentos de queda, é que temos esperança e medo em nossa mente, onde oramos por alguém que seja iluminado e que possa nos dar seus poderes positivos. Mas, acaba sendo um pensamento como o de um dono de cão que dá um biscoito para agradá-lo, não precisamos querer agradar seres iluminados, rezamos para conseguir a aptidão de receber sua Graça incondicional. “Somos como uma bola de ferro impenetrável sem uma argola que possa ser fisgada pelo gancho de sua compaixão”.

Sempre tive um lema de vida que diz: “se está parado, faça caridade. Se está ocupado, ore”. Acredito que o meu caminho para incorporar a Esperança de modo definitivo em minha vida irá se iniciar no dia em que eu realmente aplicar isso com todo o meu corpo e alma, que, com certeza, trará-me muita paz, serenidade, luz e sabedoria.

Já foi dito, mas faz-se mister salientar que, sob a óptica espiritual, acredito que a Esperança é um dos alicerces da Fé, da Caridade e do Amor.

Todavia, apesar de tudo, só posso usar a clássica frase: “Eu só sei, que nada sei”, pois possuo apenas dezoito anos e tudo que eu ouso dizer saber e acreditar é apenas um grão de areia diante da complexidade e infinidade do Conhecimento Universal.

Creio que, ao invés de uma dissertação, acabei por redigir um desabafo, um devaneio dentre tantos que vivem em minha mente. Espero que não tenha problemas com isso, e muito obrigado pela oportunidade concedida.

Paz e Luz,

Ambreus

 

“Senhor dos Céus e da Terra! Abençoai nosso ideal, aqui e além,
…dai-nos o poder de entender a Vossa bondade, para que seja cumprido a lei.

…Dispensai o nosso ódio, para que haja alegria.
…Dispensai o medo, para que surja a coragem.
…Dispensai a inércia, para que nasça o trabalho.

…Consenti, Senhor, que o Vosso nome não fique em vão nos nossos caminhos,
…nas nossas atitudes e no nosso amor para Convosco, para com o próximo.

Ajudai-nos a aumentar a nossa fé, para que possamos doar esperanças,
…fazei-nos que nossa caridade de avolume, para que possamos doar paz,
…ajudai-nos a multiplicar a nossa fraternidade, para que possamos doar amor.
…E que, ao sairmos daqui, sejamos interligados pela luz, onde brilham as estrelas,
…ainda que distantes umas das outras.

…Que se faça a Vossa vontade e não a nossa!”

Francisco de Assis

Publicado em Devaneios | Deixe um comentário